, , , , ,

Stella McCartney mostra que dá para aliar bom design e sustentabilidade


Presente em mais de 50 países, a marca que leva o nome de Stella McCartney e foi criada por ela em 2001, é uma das mais influentes da moda contemporânea e está aí para provar que é possível aliar bom design a sustentabilidade. Além de utilizar energia eólica, aquela gerada pelo vento, em sua loja de Londres, a estilista britânica faz roupas com tecidos orgânicos e tingidos com corantes naturais. Bolsas de couro e casacos de pele não têm vez em suas coleções, já que ela não usa matéria-prima animal.

Segundo Stella, seu objetivo é fazer roupas desejáveis. No entanto, ela sempre se pergunta se consegue produzir uma determinada peça de forma mais sustentável, sem sacrificar o design. Quando a resposta é sim, a britânica não desperdiça a chance de usar matéria-prima orgânica, por exemplo. Inclusive, a estilista defende a ideia de que a indústria da moda deveria fazer o mesmo. Isto é, sempre se questionar sobre a possibilidade de criar uma peça bonita sem ter que lançar mão de produtos e processos químicos.

As linhas esportivas que Stella assina, há dez anos, em parceria com a Adidas seguem a mesma temática sustentável da marca que leva o nome da estilista. Vegetariana desde os seis anos, ela é engajada em vários projetos que preservam o meio ambiente. Além de fazer parte do PETA (People for the Ethical Treatment of Animal), grupo que luta pelo tratamento ético dos animais, a filha do músico Paul McCartney se destaca pelo projeto Meat Free Monday, que propõe que as pessoas não comam carne às segundas-feiras.


#StellaMcCartney #Sustentável

Fotos: reprodução da Internet

0 comentários:

Postar um comentário