, ,

Marcas mostram que sustentabilidade pode ser sinônimo de estilo

A ideia de que moda sustentável significa falta de estilo já ficou no passado e várias marcas estão aí para provar. Não faltam exemplos no Brasil e no mundo de grifes que produzem roupas e acessórios bacanas de forma sustentável. Mas atenção ao greenwashing! O termo em inglês, que pode ser traduzido como "maquiagem verde", serve para identificar as empresas que usam truques de marketing para se passarem por eco friendly. Por isso, não deixe de pesquisar sobre a origem do que você compra, para ter certeza sobre o custo social e ambiental do produto.



A gigante sueca H&M, que atende aos segmentos masculino, feminino e infantil, desenvolveu uma linha de jeans fabricados com algodão reciclado, chamada Close the Loop Denin. A proposta da etiqueta é criar um ciclo fechado para os têxteis, no qual as peças que os clientes não querem mais possam ser transformadas em outras, para reduzir o desperdício e o uso de recursos virgens. Além disso, a empresa diz estar testando novas tecnologias para aumentar a quantidade de algodão reciclado em outros itens. No entanto, essas iniciativas da H&M geram polêmica, já que há quem diga que não passam de greenwashing.



Stella McCartney, cujo trabalho sustentável já foi notícia aqui, na COMM., produz roupas e acessórios de luxo com tecidos orgânicos, corantes naturais e nada de couro animal. Já a brasileiríssima Insecta Shoes, que vende pela internet, transforma roupas antigas em novos vestidos e sapatos, feitos de forma artesanal. Além de reciclar o que iria para o lixo, a grife usa matéria-prima feita de garrafa PET. Badalada entre várias famosas, a designer Mana Bernardes faz brincos, colares, pulseiras e pingentes, com pinta de obra de arte, a partir de materiais que seriam descartados. Pense em cordas de varal, tampas de caneta e embalagens. 

Flávia Aranha, por sua vez, é uma expressiva representante do slow fashion. A estilista cria modelagens atemporais, em tecidos de algodão puro e linho, e só usa corantes naturais para tingir suas roupas. E como o artesanal não poderia ficar de fora dessa, grave o nome de Gustavo Silvestre. O pernambucano produz peças de crochê, em parceria com crocheteiras de comunidades do seu estado, e trabalha com fios e tecidos orgânicos.



#EstiloConsciente #ModaInteligente #ConsumoResponsável #EstiloEco #ModaÉtica #ConsumoSustentável #H&M # StellaMcCartney #InsectaShoes #ManaBernardes #GustavoSilvestre

*Fotos: reprodução Internet

0 comentários:

Postar um comentário